Festival Alternativo 2017 – Parque Ney Braga – Londrina-Pr

Fotos: Vinicius Grosbelli

O Festival Alternativo cada vez mais se consolida como um dos maiores festivais de música do estado do Paraná. Em 2017, na sua quinta edição, o evento ocorreu no já tradicional Parque de Exposições Ney Braga. Contando com mais de 30 artistas, divididos em 3 palcos, com muita música em mais de 12 horas de evento. 2017 foi o terceiro ano consecutivo que o Blog Tudo o Que Você Vê acompanha em Londrina (2015 / 2016) além da edição de Maringá (2016).

E o mais importante, sempre sendo muito bem recebido, com total apoio para realizar o melhor trabalho possível. Por isso mais uma vez, os meus mais sinceros agradecimentos para todos os envolvidos na execução desse grande evento, principalmente ao pessoal da LWD Entretenimento, que além de produzir o evento, possibilitou que mais uma vez, que eu estivesse em Londrina para cobrir o Festival! Valeu moçada!

Esse ano o evento, mesmo rolando debaixo de uma chuva sinistra, botou a galera pra pular ao som das bandas Montauk única banda de Londrina no evento, Braza, Far From Alaska, Matanza, CPM 22, Rincôn Sapiência, Emicida,. Karol Conka e Cidade Negra.

Não da pra deixar de registrar… Pela primeira vez, fotografei um festival todo debaixo de chuva. Não vou negar que isso acaba limitando um pouco o trabalho, mas em compensação, acho que a chuva acabou contribuindo para dar um efeito estético bem interessante para as fotos!

Parabéns aos guerreiros, que trabalharam incansavelmente debaixo dessa chuva toda, e ao publico que não arredou o pé pra curtir todas as atrações do evento.

Mas, vamos ao que interessa, que são as fotos do Festival Alternativo de Londrina, em sua quinta edição.

Montauk

Um dos destaques da efervescente cena autoral londrinense a banda Montauk foi a única representante da casa no festival esse ano.  Os caras estão em tour com seu segundo disco “Faça Crescer Todas as Flores” que teve produção musical de Vinicius Nisi (A Banda Mais Bonita da Cidade). A banda é formada por Paula Stricker (vocal), Marrom Abreu (vocal, violão), Rafael Rodrigues (baixo), Vinícius Gimenez (bateria), Giovani Nori (guitarra) e Wagner Barbosa (teclados, synth).

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

Braza

Danilo Cutrim (vocal, guitarra), Vitor Isensee (vocal, teclados) e Nicolas Christ (bateria) são velhos conhecidos da cena musical brasileira, ex integrantes do extinto Forfun, os três são a base do Braza. Projeto que utiliza o groove, ragga, reggae e rap como pilares para esse novo som.

Braza é contagiante, dançante, com uma batida intensa e um som recheado de atitude. Tá aí uma banda que sem dúvidas será um dos grandes destaques da cena musical nacional nos próximos anos.  Seu primeiro trabalho, homônimo foi a base da apresentação em Londrina.

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

Far From Alaska

Natal, capital do Rio Grande do Norte nos brinda com essa banda repleta de influências e misturas. Rock em seu estado mais denso. Formado por  Emmily Barreto (vocal), Cris Botarelli (synth, lap steel e voz), Edu Filgueira (baixo), Rafael Brasil (guitarra) e Lauro Kirsch (bateria) a banda segue desde 2012 colecionando apresentações tão intensas quanto seu som.   Seu primeiro disco, lançado em Maio de 2014,  modeHuman.

Agora a banda se prepara para lançar Unlikely em breve.

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

Matanza

A banda que é uma referência no estilo “countrycore” contagio a galera que tava encharcada pela chuva, com seu show repleto de clássicos dos seus sete álbuns lançados. O quinteto formado por Jimmy London (vocal), Maurício Nogueira (guitarra), Jonas Cáffaro (bateria), Dony Escobar (contrabaixo) e Marco Donida (guitarra).

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

 

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

CPM22

Já são mais de 20 anos de estrada, dessa que é uma das mais importantes bandas de hardcore do país. A banda montou seu set list com músicas que permearam a juventude de muitos presentes no festival, mesclando com novos sons de seu mais novo trabalho “Suor e Sacrifício”.

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

Rincon Sapiência

Um dos nomes mais comentados da cena do rap nacional, Rincon Sapiência. Sua música, marcada por influência da cultura e música africana, eletronica e jamaicana aborda questões sociais, raciais.

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

 

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

Emicida

‘O rap pode ser o que ele quiser’, e é o que Emicida faz, do seu jeito, muito bem feito!

O rapper lançou seu último trabalho “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”  em 2015, após uma viagem pela África.

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

Karol Conka

Karol Conka saiu de Curitiba e conquistou o Brasil. O maior nome da música paranaense na atualidade se apresentou com todo seu carisma, charme e potência. Não deixando de lado seu discurso  poderoso.

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

Fotos: Vinicius Grosbelli

 

Cidade Negra

Ícone do reggae nacional a banda Cidade Negra, com mais de 30 anos de atividade, subiu ao palco para encerrar o quinto Festival Alternativo de Londrina. O trio  Toni Garrido (vocal), Bino Farias (baixo) e Lazão (bateria) são os remanescentes da formação original da banda que nasceu em Belford Roxo (RJ).

(Para ver a foto ampliada, basta clicar na imagem)

 

Fotos: Vinicius Grosbelli

Comente!